RIO  –  O Produto Interno Bruto (PIB) do setor agropecuário cresceu 2,5% no terceiro trimestre deste ano, na comparação a igual período do ano passado, impulsionado pelo avanço da safra de algodão e café, assim como estimativas positivas para a produção florestal e pecuária para o período.

De acordo com Rebeca Palis, coordenadora de Contas Nacionais do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), embora a atividade agropecuária não esteja com um desempenho tão positivo quanto o registrado em 2017, ano de safra recorde no país, ela segue contribuindo positivamente ao PIB.

“A safra de café cresce 28,4% ajudada pela questão da bienalidade: um ano produz mais e outro produz menos. Estamos no ano positivo. O algodão, por sua vez, sobe 26%, favorecido pelos preços maiores e um clima bom na Bahia e Mato Grosso, os dois principais produtores”, disse a coordenadora de Contas Nacionais, durante coletiva para comentar o PIB do terceiro trimestre.

O crescimento do PIB agropecuário no terceiro trimestre, frente a igual período do ano passado, não foi maior por conta do resultado negativo de outras culturas. Palis citou como exemplo a produção de laranja no país, com previsão de queda de 8,4% nesta safra. Da mesma forma, a produção de cana-de-açúcar deve recuar 2,2%.

Quando comparado ao segundo trimestre deste ano, pela série com ajuste sazonal, o PIB agropecuário mostrou avanço de 0,7%, ligeiramente mais acelerado que o registrado no trimestre anterior (0,5%), conforme dados divulgados na manhã deste sexta-feira pelo IBGE.

Source link